"Somente a Razão Impede o Homem de Voar"

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

PALAVRAS

Nunca fui de rimar, eu sempre respeitei o meu espirito,
Que é livre.
Rimas, métricas, não fazem meu estilo,
Gosto de palavras,
Seja lá como estiverem dispostas.

3 comentários:

dirty rap disse...

concordo!

Também sou escritor mas de uma forma não comercial nem mesmo comum...
faço o que chamo de poesias neutras ou textos ritmados (se é que existe isso?!)

Isso faz parte da minha natureza,nem sempre gosto de regras muito menos padrões e obrigações ainda mais na arte.

enfim,adoro teu trabalho sabrina,leandro carvalho ainda mais,virei teu fan por causa dele...

um abraço,muito obrigado!

dirty rap disse...

Concordo!

Também sou escritor mesmo que de uma forma não "comercial" ou compreensivel,comum.

Escrevo o que chamo de poesias neutras ou textos ritmados (nem sei se isso existe realmente,kkk mas é verdade).

Bem,as palavras fluem de acordo com as situações cotidianas das quais passo,nascem de uma forma natural,por isso odeio regras e padrões,principlamente na arte.

Enfim,adoro teu trabalho sabrina,continue assim,graças a um grande amigo de petrópolis conheci vc,agradeço a Deus por isso (...)

Tudo de bom pra vc e sucesso cada vez mais!


muito obrigado!

Sabrina Tortellotte disse...

Muito obrigada meu amigo, fico feliz em saber que vc gostou do meu blog, seja sempre muito bem vindo. É muito bom saber que o que escrevo agrada a pessoas como vc.
Muito obrigada mais uma vez!